Blog SP a Pé

Topo
Blog SP a Pé

Blog SP a Pé

Categorias

Histórico

Série "abre as linhas" das cidades para falar de colapso e potências

Adriana Terra

27/03/2019 11h05

Entender a importância de "ir pra rua e tratar o outro com respeito, se interessar de verdade", diz o fotógrafo Zeca Caldeira em um dos episódios de "Linhas Abertas". No mesmo capítulo, o artista Djan Ivson fala sobre como ele percebe o pixo diante da dimensão da vida nas cidades, do quanto observar as marquises, janelas e fachadas faz parte do dia a dia de quem picha, entendendo essa cena como uma "sociedade alternativa que criou seus próprios meios de reconhecimento e memória", diz ele.

"Linhas Abertas" é uma série documental de oito episódios que está sendo exibida pelo Canal Curta abordando temas variados do universo das cidades, de arte visual a moradia, de trânsito a parques, com situações passadas em São Paulo mas também no Rio, em Recife, em alguns casos em comparativo com outros lugares do mundo. O fio condutor é a "linha aberta", o canal de diálogo com potência para criar uma cidade mais humana, o que guia a narrativa.

PROMO LINHAS ABERTAS from Pacto Filmes on Vimeo.

"A cidade é a coisa mais próxima das pessoas. A função de país é abstrata, o que você tem de mais concreto é a cidade, e você começa a ver que elas vão colapsando. Junto ao desenvolvimento tecnológico tão avançado, por que as cidades não conseguem melhorar?", diz Malu Campos, produtora executiva da série, cujos episódios têm direção de vários profissionais.

"A gente começou a perceber que estava surgindo no Rio, em Recife, em SP, uma série de ONGs que estão discutindo essa questão", explica ela o início do projeto, criação da Pacto Filmes que teve semente em uma iniciativa internacional chamada "Big Cities", que a produtora ajudou a formatar localmente junto a TAL (Televisão América Latina), rede de intercâmbio audiovisual da qual Malu é presidente.

"A gente queria falar de mobilidade, de habitação, do ponto de vista ecológico, da violência", diz ela. Os temas abordados em "Linhas Abertas" são pensados junto a debates sobre identidade, pertencimento e empatia que estão bem presentes hoje na sociedade.

A série tem exibição no Curta até maio. Nesta quarta-feira (27), por exemplo, vai ao ar o episódio "Cidades em Cidades: Uma história do presente", que reflete sobre a criação de favelas, de "cidades informais", tendo em mente tanto os desafios da implementação de políticas públicas quanto a lógica da especulação imobiliária.

Sobre a autora

Adriana Terra é jornalista e gosta de escrever sobre a cidade e sobre cultura. É co-criadora da série “Pequenos Picos”, mapeamento afetivo de comércios de bairro da capital paulista, e mestranda em Estudos Culturais na EACH-USP, onde pesquisa lugares e modos de vida. Foi criada em Caieiras e há 15 anos vive no centro de São Paulo. Na zona noroeste ou na Bela Vista, sempre que dá, prefere ir caminhando.

Sobre o blog

Dicas de lugares, roteiros, curiosidades sobre bairros, entrevistas com personagens da cidade, um pouquinho de arquitetura e mais experiências em São Paulo do ponto de vista de quem caminha.